11.11.07

eu te amo




mais um sinal vermelho ultrapassado. "será que o mateus melhorou?", pergunta-se flávio. na madrugada, sua mulher o acordou com um susto: o filhinho do casal ardia em febre. não foi à escola e não comeu o dia inteiro. “deve ser uma virose, só pode ser. na festa de aniversário ele estava tão bem, correndo pelo jardim...”. o aniversário foi bom também para o reencontro de flávio com o irmão mais velho, com quem havia brigado há dois meses. “só porque ele falou aquela bobagem... deixa pra lá. está tudo resolvido".

entre solavancos, freadas e novos sinais ultrapassados, flávio toma algumas decisões. mateus já fez cinco anos: "está na hora dele ganhar um irmãozinho... vou conversar isso com a ju assim que chegar em casa. vai ser a primeira coisa que eu vou falar com ela”. daqui a 15 dias, fará uma feijoada para o irmão: “boa idéia. é o prato predileto dele. por que ficar brigado com o lúcio?...". e as férias não serão mais adiadas: "vai ser bom viajar com a ju. entrar no mar. vai ser ótimo".

o sol da praia não ilumina a escuridão do porta-malas do carro. mas o que flávio jurou aos bandidos está sendo cumprido: nenhum barulho, só espera. "os caras vão fazer uns assaltos e depois me soltam em algum lugar. é isso, mateus, é isso que vai acontecer. é assim. ju, por favor não me liga agora. não se preocupa, não. eu te amo. eu te amo, ju. como eu te amo".

2 comentários:

Patire disse...

Caçamba! O Final foi surpreendente.
Muito bom.

E, enquanto esperamos no obscuro de nossas vidas, os raios de sol dos nossos sonhos iluminam os olhos.

denio disse...

valeu, daniel! abs.

denio